Introdução às plantas anuais e bienais

Introdução às plantas anuais e bienais

As plantas anuais têm uma vida útil limitada e curta, mas também têm um grande apelo. Juntamente com estes, também contamos os bienais, que geralmente são escolhidos para serem cultivados em vasos. O cuidado destas últimas não requer cuidados especiais, mas apresentam características de floração diferentes durante a primeira safra.

Em qualquer caso, a maioria das plantas anuais e bienais são cultivadas apenas para poderem desfrutar de suas flores e de grande impacto visual e duradouro no tempo. Dependendo da postura, eles são divididos em arbustos, eretos, cobertura do solo, inclinados e até escalados.

A escolha de uma planta anual não é fácil e deve ser avaliada com muito cuidado, sempre levando em consideração o tamanho e o local onde será colocada.

A diferença entre as plantas anuais e bienais consiste essencialmente no facto de as primeiras serem semeadas, florescer e morrerem um ano após o seu nascimento. Já as bienais são capazes de resistir às geadas e às baixas temperaturas do inverno, para florescer no ano seguinte. Dito isto, porém, é importante ressaltar que as plantas bienais são tratadas da mesma forma que as anuais, pois só podem ser adquiridas já desenvolvidas e prontas para florescer e trocadas logo após o fim do ciclo de vida. Nada impede que você escolha semear as essências bienais diretamente em vasos e esperar a floração da safra seguinte.


Vídeo: 3 Plantas que Florescem Dentro de Casa. Nô Figueiredo